foto-produto

Má Partilha

Tinto
Safra 2011

R$295,00

Sem estoque

Bacalhôa

Considerada a mais bela quinta da primeira metade do século XV ainda existente em Portugal, a Bacalhôa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa. Localizados em Azeitão, a Quinta e o famoso Palácio da Bacalhôa constituem um monumento artístico da maior relevância para o País.

Prêmios:

2015 - Revista de Vinhos: 17 pts

Vinho Regional da Península de Setúbal

Casta: 100% Merlot

Estágio: 22 meses em barricas novas de carvalho francês tipo Allier

Enóloga: Filipa Tomaz da Costa

Tipo de Solo: argilo-calcários

Primeira Colheita: 1986

Teor Alcoólico (%): 13,5 vol.

Conteúdo: 750ml

Inteiramente produzido com a casta Merlot, em solos argilo-calcários, de uma vinha localizada nas encostas suaves de Azeitão. A localização da vinha, o seu solo e as condições climatéricas da zona da serra Arrábida, permitem a obtenção de uvas desta casta com forte personalidade local. Em 2011, as uvas da casta Merlot amadureceram e foram vindimadas na 2ª semana de setembro; uma fermentação clássica, lenta e controlada seguida de um fim de fermentação em barricas novas de carvalho francês tipo “Allier” contribuíram para a excelente integração dos aromas e sabores da uva e da madeira. A posterior maturação prolongada nas mesmas barricas garantiu uma complexidade de palato complementar.

História: O “desenho” deste primeiro Merlot português começou na vinha, nos anos 80, que foi plantada à maneira das vinhas de Pomerol, uma das principais regiões da sua cultura, ou seja com uma densidade de plantação típica das velhas vinhas e do “terroir” desta região. Apresenta ainda outra característica tecnológica, a de finalizar as fermentações, alcoólica e maloláctica, em barricas novas de carvalho francês. O “Má Partilha” é um vinho muito atrativo para a maioria dos apreciadores de vinhos e a prova está no fato de se ter tornado muito rapidamente num “best- seller” em Portugal e ter merecido comentários como o que transcrevemos, publicado no “Wine Times” há alguns anos: “This wine promises to become one of the great merlot-based wines of the world in the near future”. Foi o primeiro vinho português a ser considerado “o melhor vinho de casta estrangeira” (João Paulo Martins, 1998).

Notas de prova: De cor vermelha intensa, o Má Partilha 2011 apresenta notas de fruta encarnada, como a cereja e a ameixa combinadas com “nuances” de chocolate, café moca e especiarias; na boca é cheio, tem fruta madura combinada com taninos finos e elegantes mas firmes que lhe conferem uma estrutura complexa e muito persistente. Este vinho tem um ótimo potencial de envelhecimento em garrafa.

Harmonização: É o acompanhante ideal de pratos de carne, caça e queijos.