Promoção!
foto-produto

Tinto da Ânfora

Tinto
Safra 2014

R$130,00 R$78,00

24 em estoque

Bacalhôa

Considerada a mais bela quinta da primeira metade do século XV ainda existente em Portugal, a Bacalhôa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa. Localizados em Azeitão, a Quinta e o famoso Palácio da Bacalhôa constituem um monumento artístico da maior relevância para o País.

Prêmios:

2015 - Concurso FIAPE (Alentejo): Bronze Medal

2015 - Monde Selection (Bruxelles): Silver Medal

2015 - Revista de Vinhos: 15,5 pts

2017 - Concurso Vinho de Portugal: Prata

2017 - International Wine Challenge: Ouro

Decanter World Wine Awards: Silver Medal

International Wine Challenge: Commended Medal

Vinho Regional Alentejano

Castas: 40% Aragonez, 30% Touriga Nacional, 20% Trincadeira e 10% Cabernet Sauvignon

Estágio: 6 meses em Madeira

Enólogo: Hugo Carvalho

Tipo de Solo: Argilo-calcário e Xisto

Primeira Colheita: 1978

Teor Alcoólico (%): 14,5 vol.

Conteúdo: 750ml

O Vinho Tinto da Ânfora resulta de uma mistura dos diferentes terroir que existem no Alentejo. As uvas provieram das vinhas da Herdade da Tinoca em Portalegre (com solos Argilo-calcários), Herdade de Santa Marta em Borba (com solos xistosos) e Herdade das Ânforas em Arraiolos (com solos calcários). O Aragonês foi vindimado cedo, na primeira semana de Setembro, a Touriga Nacional foi vindimada a meio do mês e o Cabernet Sauvignon foi o último no final de Setembro. Após uma cuidadosa seleção das castas Aragonez, Touriga Nacional, Trincadeira e Cabernet Sauvignon, as castas são vinificadas separadamente em cubas de aço inox a temperaturas controladas. Estágio em madeira durante 12 meses.

História: Produzido desde a colheita de 1978, foi muito provavelmente a primeira marca portuguesa de vinho a utilizar um estágio em barricas de madeira nova. Uma das primeiras marcas da empresa; em todo o seu percurso, a “filosofia” mantém-se: produzir um vinho com forte personalidade Alentejana resultante de uvas de diferentes sub-regiões.

Notas de Prova: Uma colheita que se apresenta com potência e elegância. De cor viva, intensa e profunda. Notas de frutos pretos e baunilha, combinadas com umas nuances florais da Touriga Nacional, é concentrado, com uma acidez equilibrada e estrutura firme e elegante. Possui um grande potencial de guarda.

Harmonização: O Tinto da Ânfora combina muito bem com pratos tradicionais alentejanos, como migas de matança, entrecosto ou cozido de grão no tarro. Vários pratos de caça, como javali e lebre e pratos elaborados, como por exemplo, borrego assado no forno também harmonizam bem com este vinho. Na generalidade, são pratos com bastantes condimentos e de carnes da região. Se desejar fazer uma harmonização com entradas, escolha queijos curados e todo o tipo de enchidos típicos da região.