foto-produto

Cova da Ursa

Branco
Safra 2013

R$200,00

23 em estoque

Bacalhôa

Considerada a mais bela quinta da primeira metade do século XV ainda existente em Portugal, a Bacalhôa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa. Localizados em Azeitão, a Quinta e o famoso Palácio da Bacalhôa constituem um monumento artístico da maior relevância para o País.

Prêmios:

2014 - Revista de Vinhos: 16 Pts

Vinho Branco Regional Península de Setúbal

Casta: 100 % Chardonnay

Estágio: 5 meses em barricas de madeira nova de carvalho francês grão fino

Enóloga: Filipa Tomaz da Costa

Tipo de Solo: Argilo-calcário

Primeira Colheita: 1986

Teor Alcoólico (%): 14,5 vol.

Conteúdo: 750ml

Produzido com uvas da casta Chardonnay da nossa vinha “Cova da Ursa”, situada nas colinas de Azeitão, na serra da Arrábida. O seu solo pedregoso argilo-calcário e o meso-clima da zona da Arrábida, levam a que as uvas desta casta amadureçam lentamente atingindo uma elevada qualidade. Em 2013 a vindima desta casta decorreu já em Setembro, sendo um ano de maturação muito tardia para todas as castas; devido ao ano agrícola ter decorrido com temperaturas médias baixas, muita chuva no Inverno e Primavera, a uva teve uma maturação lenta e muito tardia, originando características minerais, florais e um ótimo balanço em acidez natural. Da sua cuidadosa tecnologia de vinificação realçamos a fermentação e maturação integral em barricas novas de carvalho francês grão fino. Também à maneira tradicional é feita diariamente “ batonnage” para uma maior complexidade de aromas e sabores. Foi engarrafado em Março 2014.

História: Produzido desde a colheita de 1986, foi o primeiro Chardonnay Português e também a primeira marca de vinho branco a fermentar totalmente em barricas de madeira nova de carvalho francês em Portugal.

Notas de prova: O Cova da Ursa 2013 apresenta uma cor amarela pálida, com reflexos esverdeados, um aroma rico a frutos amarelos característicos da casta Chardonnay, como o pêssego e o ananás, combinadas com “nuances” tostadas e abaunilhadas, provenientes do contato com a madeira francesa. Na boca, encontramos fortes sabores a frutas amarelas bem combinados com madeira, uma franca acidez, que lhe confere um caráter mineral e um final cheio e persistente. Com o estágio em garrafa ganha complexidade realçando-se notas de frutos secos.

Harmonização: É o acompanhante ideal de pratos de peixe de sabores intensos ou de carne de aves. Recomendamos também com queijo DOP Azeitão.