Blog

O vinho fala | Brancos e rosés

Em sua obra Le Nez du Vin, o especialista francês Jean Lenoir fala dos três aromas primários ligados à natureza da uva: o floral, o frutado e o vegetal.  Tais sugestões, segundo ele, acompanham o vinho em virtude não só da tipicidade da uva como também do solo (terroir), do clima e da vegetação próxima

leia mais

Eles vão invadir sua praia!

  Perfeitos para serem saboreados na estação mais quente do ano, os vinhos brancos e rosados são a dica perfeita para refrescar o paladar e acompanhar pratos leves, pescados grelhados e petiscos com sabor do mar. Ou, até mesmo, o churrasco com os amigos à beira da piscina, em vez da cerveja. Saboreados entre 8°C

leia mais

Uma das Gigantes do Douro: Quinta da Romaneira

  Sob a inspiração da “revolução do Douro”, a Quinta da Romaneira reinventou-se na última década, reescrevendo sua história secular a partir da produção de vinhos de mesa de alta qualidade. Vinícola portuguesa de enorme tradição e prestígio, a Quinta da Romaneira é uma das gigantes do Douro. Não só pelo tamanho (sua propriedade, de

leia mais

A Pureza Cativante de um Petit Verdot

Uva tinta de corte originária de Bordeaux muito utilizada em assemblages, a versátil Petit Verdot brilha como protagonista na região do Douro neste monocasta produzido com requintes de produção pela Quinta da Romaneira.     Na paleta das castas Vitis Vinifera há um conjunto de cepas com estrutura e predicados vinícolas para serem protagonistas, integrado

leia mais

Templo Erguido ao Deus Jano

O nome Argiano vem do templo erguido ao deus Jano. E a propriedade e vinícola vêm, ao longo da história, fazendo jus às suas origens. A história da propriedade da vinícola Argiano pode ser lida como um microcosmo da história italiana. Estão presentes as poderosas famílias e a unificação tardia do país. E muito desta

leia mais

Sino da Romaneira: Tradição Secular na Mesa

  Sino da Romaneira: Tradição Secular na Mesa Com mais de quatro séculos de história, a Quinta da Romaneira é uma das maiores e mais antigas vinícolas do Douro. Seus vinhos, com perfil gastronômico e de alta qualidade, são versáteis e fazem bonito na mesa.   Considerada Patrimônio da Humanidade desde 2001, pela Unesco, a

leia mais

Meia Pipa: Das Terras do Sado Para o Mundo

De início tímido, o Meia Pipa é hoje um dos carros-chefes da Bacalhôa e faz muito sucesso. O Meia Pipa nasceu na década de 1980, quando a Bacalhôa Vinhos de Portugal possuía lotes pequenos de vinho tinto de alta qualidade, mas sem destino específico. Este vinho era normalmente um lote de castas Cabernet Sauvignon e Castelão

leia mais

Mais Uma Vindima e Toda Sua Magia

As uvas colhidas no final do verão e no início da primavera passaram por muitas adversidades, e também bons momentos, como normalmente é esperado. E depois de conquistar sua posição nobre ao longo de vários meses de batalha e sobrevivência, estão dispostas a mais um grande desafio: encarar a vinificação e o possível estágio até

leia mais

Vinho Italiano: Conheça o renomado Brunello di Montalcino

A origem do vinho italiano, Brunello di Montalcino, está ligada à família Biondi-Santi, quando, em meados do século 19, Clemente Santi isolou algumas parcelas de sangiovese para a produção de um vinho que poderia envelhecer por longos períodos. Em 1888, seu neto Ferruccio criou a primeira versão “moderna” do clássico Brunello di Montalcino, no caso,

leia mais

Abrindo Vinho: A origem dos saca-rolhas

Na antiguidade o vinho era condicionado em ânforas de terracotta e, mais tarde, em barris de carvalho. A bebida era feita para ser tomada jovem e viajar pouco, já que quanto maior o tempo de transporte, maior a chance de se estragar. O uso de garrafas para o serviço do vinho (decantadores), no século XII,  já

leia mais
1 2